Docas do Rio é anfitriã do Sudeste Export 2021

Por Assessoria 18/03/2021 - 12:14 hs
Foto: Divulgação

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), Autoridade Portuária responsável pela administração dos Portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis, é a anfitriã oficial da edição de 2021 do Sudeste Export – Fórum Regional de Logística e Infraestrutura Portuária, que acontecerá nos dias 6 e 7 de julho. O lançamento virtual do evento aconteceu na última segunda-feira (15) com a participação do diretor-presidente da CDRJ, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, e do diretor de Gestão Portuária, Mario Povia, entre outros convidados.

O CEO do Brasil Export, Fabrício Julião, destacou que, de março a setembro do ano passado, foram realizadas 100 lives com a participação de mais de 5.000 pessoas online. Para este ano, Julião apresentou o calendário dos seis eventos regionais, do evento nacional Brasil Export, das missões internacionais, além das lives e reuniões dos Conselhos Regionais programadas.

Como presidente do Conselho Regional do Sudeste Export, Mario Povia disse que se sente honrado em fazer parte da Diretoria da CDRJ e agradeceu pelo convite e pela confiança de presidir o Conselho do Sudeste Export: “Se por um lado, a pandemia nos afastou fisicamente, nos uniu nesse fenômeno que foi o Brasil Export em 2020, não somente pelos números apresentados pelo Fabrício, mas pelo conteúdo, pelo espaço e pelo diálogo que é fundamental para um setor tão complexo como é o setor portuário, onde temos diversas autoridades e demandas”.

O diretor-presidente da CDRJ, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, disse que “é uma satisfação e uma honra ser anfitrião do Sudeste Export, porque os fóruns do Brasil Export já estão entre os mais importantes espaços para troca de ideias e elaboração de sugestões para a melhoria contínua das políticas do setor”. O presidente ressaltou a importância do setor portuário para a sustentação do comércio exterior nesse cenário de pandemia: “Em 2020, os portos brasileiros tiveram crescimento na movimentação de 8% em relação ao ano anterior e a CDRJ acompanhou essa tendência. O aumento da nossa movimentação foi ligeiramente acima da média nacional, de 8,6%, mas tivemos um salto de 30% no nosso faturamento”.

Laranjeira afirmou que os portos da CDRJ prosseguem em alta este ano: “Em janeiro, nossa movimentação teve um aumento de 33%, comparada com o mesmo período do ano passado, e o faturamento registrou uma marca histórica 110% superior à média faturada nos meses de janeiro dos anos de 2015 a 2020”. Para ele, esses números evidenciam a importância do setor para a recuperação econômica: “A Associação de Comércio Exterior do Brasil projetou um crescimento de 13,7% nas exportações e de 7,3% nas importações. Por isso, temos que estar preparados para dar aos usuários dos nossos portos a resposta que eles precisam em termos de eficiência e competitividade. Estamos gerando os recursos necessários, em parceria com nossos arrendatários, para melhorar nossa infraestrutura e para modernizar nossos processos no intuito de atender à demanda e atrair mais cargas, com olhar atento para o futuro”.